LOgoxMarcaa
27/07/2016

Logo ou Logomarca, eis a questão.

Se você já passou por uma agência de publicidade ou escritório de design é quase certo que durante algum cafezinho pelo corredor a polêmica entre ‘logo’ e ‘logomarca’ tenha surgido e a conversa tenha mudado de tom.

Há quem considere uma discussão boba e também que defenda ferrenhamente o seu ponto de vista, não se sabe ao certo se por compromisso com a verdade ou apenas para não se sentir mal por ter usado um termo que, durante toda a vida, outras pessoas julgam ser incorreto.

Dando uma pesquisada por aí o que encontramos foi isso:

Do grego “logos” = significado
Do germânico “markas” = significado

Trocando em miúdos seria como falar “significado do significado” e isso já soa bem estranho pra qualquer pessoa ligada ou não a criação/design. Sendo assim o correto é apenas falar “logo” que cá pra nós é tão mais simples e fácil que nem entendo o sentido de colocar mais uma palavra.

Podemos ainda, sugestão minha a quem possa interessar, guardar a palavra marca para casos mais abrangentes como já é feito aqui no Brasil. Existe uma apropriação dessa palavra quando se refere ao ‘todo’ de uma empresa, na grande maioria dos casos, estendendo-se à partes tangíveis e não tangíveis.

Temos aí a palavra Brand e seus diversos usos que não nos deixam mentir.

Você pergunta: É isso e ponto final? Você chega aqui e diz o que é certo e a gente engole?
E eu respondo com serenidade: De forma alguma, meu caro!

Queremos mesmo fomentar essa discussão, uma vez que não somos etimólogos, linguistas e nem nada parecido. Se você fez um trabalho bacana, de acordo com o briefing, seguiu referências, deu um pesquisada no mercado e se inspirou após umas canecas de café pra fazer o seu logo…tá ótimo!

Afinal de contas existem questões muito mais importantes dentro de uma agência de publicidade e escritório de design que precisam ser respondidas, como:

É biscoito ou bolacha?